sexta-feira, 31 de julho de 2015

BLW - Frutas e dúvidas

Postado por Erika Gomes às 20:21
Olá! Como contei no post resumido sobre BLW, decidi fazer posts específicos sobre o método e outros só sobre nossa experiência com ele (para não ficar muito grande e poder explicar melhor). Por aqui o interesse no que comemos começou aos poucos...O Leo começou a ficar sentadinho com 5 meses e meio mais ou menos, mas antes já tentava pegar coisas da minha mão! No calorzão de janeiro pegou um amor absurdo por lamber copos gelados haha. Já me deu um banho tentando pegar a garrafa de água que eu tomava e tentou roubar minha pizza! Isso foi só aumentando até que um dia encostou uma pera na boca dele, com uns 5 meses e 20 dias mais ou menos, fez uma carinha mais ou menos mas tirei. Com 6m deixei ele atacar minha pêra de novo, dessa vez de verdade, esfregou na fralda, colocou um pouco na boca mas não comeu,a mesma coisa com uma banana no dia seguinte, só encostava na boca e fazia uma baguncinha. Mas depois de uns dois dias, coloquei ele no carrinho, troquei a bandeja e deixei ele sentado (ele já estava ficando bem firme sozinho), coloquei um pedaço da melancia que eu comia e ele chorou quando não deixei pegar. Se lambuzou todo! Mas não tenho fotos
(chorei). Adorou a melancia e de lá já foi pro banho (e que banho!) haha. No dia seguinte, no mesmo horário comeu melancia de novo, geladinha, tomei o cuidado de tirar as sementes antes de oferecer. E no outro, comeu banana e assim começamos a introdução!












Ele gostou bastante! Fiquei meio sem saber o que fazer nos primeiros dias, sempre tive muitas dúvidas mas logo nesses três dias encontrei as respostas:


Como oferecer?

Já que ele demonstrava interesse na comida, não demorou muito para eu colocar na bandeja e ele já pegar. Acho essencial isso, quando a criança não tem vontade ela fica irritada mais facilmente e o interesse pode demorar mais para vir por causa do trauma de uma situação forçada. O legal é ficar tranquila, sem se prender muito em quantidades que devem ser ingeridas. Pode ser um pouco frustrante no começo se a criança não quiser comer, ou só fizer bagunça, mas com o tempo ela vai pegar aquele "brinquedo" novo e colocar na boca. Comer junto também é importante, bebês adoram imitar!

Quanto oferecer?
Como eu disse, não se deve apegar muito em quantidades, na hora de oferecer sempre mantenho comigo um pratinho com pedaços e vou oferecendo aos poucos na bandeja, isso também é bom para quando acontecerem os arremessos de pedaços haha. Se você deixar muitos pedaços na bandeja a criança pode ficar meio "perdida" em meio à muitas coisas novas.

O que oferecer?
No caso das frutas as coisas são mais simples, dando preferência sempre às orgânicas, qualquer fruta pode ser oferecida, tendo apenas cuidado com sementes, formatos e rigidez. Por exemplo, você pode começar a introdução com frutas mais macias, como pera, banana, mamão, abacate, melancia... como algumas são escorregadias pode também deixar com um pouco de casca (bem higienizada) para auxiliar a criança.
A uva, além das sementes, por seu formato pode ser perigosa e causar engasgos, sendo redonda, o bebê pode tentar morder e a fruta "pular" ao fundo da garganta. Aqui sempre ofereço a uva sem semente e cortada ao meio e, se for maior, em quatro pedaços.
Maçã também pode causar engasgos se cortada em palitos, o bebê pode cortar um pedaço muito grande e não conseguir mastigar ou cuspir, causa muitos gags reflex por isso. Para o Leo sempre ofereço cortada em formato de "lâmina", com casca, o formato também ajuda para ele segurar com mais firmeza.
Também é interessante se atentar a alergias, ainda mais se houverem casos na família, oferecer a mesma fruta por cerca de dois ou três dias ajuda a associar uma reação que a criança tenha ao alimento certo.

Quando oferecer?
As frutas por aqui são duas vezes por dia, como café da manhã e no lanche do meio da tarde. Algumas mães também oferecem como sobremesa, principalmente a laranja, que ajuda a absorver o ferro dos alimentos. Aqui o Leo geralmente está "cheio" então não come muito depois do almoço, ele prefere mamar e dormir depois. Nossos horários também são bem flexíveis em relação às refeições, mas tento sempre dar no horário mais próximo possível, acho que isso já vai muito da rotina da casa e tudo mais..


Acho que sobre frutas o básico é isso, sempre tem algo para falar mas vou atualizando com novas informações! Espero que tenham gostado e na próxima vou passar receitinhas e falar sobre almoço/janta. Beijoss.




0 comentários:

Postar um comentário

 

Vivendo Para Dois Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos