sábado, 7 de fevereiro de 2015

Seis meses de bebê, seis meses de mãe!

Postado por Erika Gomes às 12:00
Hoje o Leo faz seis meses e tenho pensado em como tudo passou tão rápido. Seis meses! Meu bebê já tá enorme! Sentando, interagindo, super esperto. Estava conversando com a minha mãe outro dia e lembrando do dia que ele nasceu, tão pequeno, tão frágil.
Fico pensando: se esses seis meses já passaram correndo, os próximos vão voar! Dá trabalho sim, essa vida de mãe, mas às vezes gostaria de estacionar, os dias passam tão rápido. Logo ele vai estar andando, ai meu deus, vai pra escola! E a mamãe? Como fica?
E quando ele começar a sentir vergonha de mim? "Para mãe, meus amigos estão perto", "pode deixar que vou sozinho"?
E pensar que eu já fui assim, de sentir vergonha dos meus pais,às vezes raiva por proibirem alguma coisa. E minha mãe sempre dizia "quando você tiver filhos vai entender"... e não é que eu entendi? Entendi, aprendi e descobri muitas coisas...

Descobri que nunca se está cansada demais para um filho, mesmo morrendo de sono e estamos dispostas a fazer qualquer coisa por eles, inclusive ficar de pé balançando ele durante a madrugada a fora, quase dormindo, para acalmá-lo.
Aprendi a dormir (ou quase) não importa a posição: sentada com o bebê no colo na poltrona (é perigoso, eu sei, mas era mais forte que eu), de pé  (só umas pescadinhas, entra no "quase") e também que nossa cama nunca é pequena demais e abri um espaço pro Leo, que nos rendeu muitas noites melhores de sono (e pra mim, um braço dolorido que ele faz de travesseiro).
Entendi o medo de mãe, nosso modo de vigia que nos mantém acordadas durante a noite para ver se o bebê está respirando, aquele susto que nos faz sair correndo ao ouvir aquele choro quando ele acorda e largamos seja lá o que for (inclusive comida queimando no fogo).
Percebi o quanto as pequenas descobertas são lindas aos olhos de uma nova vida. O quanto são incríveis e a dar valor às pequenas coisas do nosso dia. O que para nós é tão comum e às vezes até chato, para um bebê é um mundo novo, uma coisa incrível. Um sorriso, um olhar, pegar algum objeto, sentar.. para nós são coisas simples, mas para eles, as melhores descobertas.
No fim de cada dia louco, corrido e cansativo, quando fico pensando nas milhares de coisas que não consegui fazer e que vão se juntar às outras milhares do próximo dia, olho essa carinha e vejo esse sorriso, ah como vale a pena! As noites dormidas de picado, o cabelo bagunçado, a roupa suja de leite regurgitado, a dor nas costas (como esse menino tá pesadoo!). Tudo isso vale a pena, e eu faria tudo de novo! É uma vida diferente, mas não me vejo mais sem tudo isso. Sem minha família.

1 comentários:

Erika Leão on 19 de maio de 2015 13:53 disse...

Que lindo seu bebe. Ainda nao sou mae mas os meses devem passar voando mesmo.

http://pardedoiis.blogspot.com.br/

Postar um comentário

 

Vivendo Para Dois Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos